Rádio Boa Nova – De Oliveira do Hospital para todo o mundo.

domingo, 3 de julho de 2016

5 ANOS

Há cinco anos, duas coisas aconteceram no universo cultural da Freguesia. A casa do ilustre poeta e investigador de História, Dr. Tarquínio Hall transforma-se na Biblioteca Museu Tarquínio Hall. Um espaço museológico que conserva a memória de um povo e uma biblioteca que abre a porta ao conhecimento. No mesmo dia era publicado o livro do primeiro romancista da Freguesia e dos primeiros do Conselho. Na freguesia temos a poesia de Fátima Faria e a poesia de Tarquínio Hall, além dos seus livros de divulgação histórica. No Concelho abundam autores, mas poucos se dedicam à ficção em prosa. Acontecimentos invulgares numa aldeia rural pouco propensa à cultura. Que ninguém se ofenda no geral e muito menos nas raras excepções. Em Lagos da Beira não se leem livros, não se vê cinema de qualidade, não se valoriza o património nas mais diversas áreas. Não se conhece o passado nem há uma estratégia sustentada de futuro. Não vale a pena apontar dedos, porque ninguém tem a culpa. A Biblioteca Museu Tarquínio Hall abre a porta todos os dias. Lá funcionam serviços úteis à comunidade. Lá se faz trabalho indispensável ao bom funcionamento da Freguesia. Lá se faz trabalho fundamental para a valorização da nossa identidade. Talvez seja trabalho inútil, mas é essa a função de qualquer museu. Quanto ao escritor e desenhista continua a semear arte pelo mundo e não está nada preocupado por não ser reconhecido na terra que o viu crescer. Nascer não, mas crescer sim.